Por Marcella Affonso

Com a impossibilidade de receber visitas familiares por causa da pandemia do novo coronavírus, pacientes com ou sem sintomas da Covid-19 internados em hospitais estão retomando o contato com suas famílias graças ao nosso projeto Conexões do Cuidar. A iniciativa conta com uma equipe de educadores que, uma vez dentro de unidades de saúde, estabelecem essa conexão por meio de chamadas de vídeo. O projeto conta ainda com uma outra frente: a produção de crachás humanizados, com retratos dos profissionais de saúde produzidos antes de se paramentarem e, assim, serem reconhecidos por seus pacientes e colegas de trabalho.

A primeira ação do projeto aconteceu na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto.  Integrante da equipe desde o início do projeto, o educador Rômulo Chagas relata como vem sendo mediar essas conexões:

“Quando recebi o convite para participar desta iniciativa eu não imaginava a dimensão que ela tomaria. Digo isso em ordem pessoal mesmo. Não imaginava as reflexões que me surgiriam a partir desta experiência. Apesar de parecer óbvio depois, não passava pela minha cabeça que todos os setores dos hospitais estariam sem visita. Nesta situação tão delicada da vida, saber disso e ver a reação das pessoas internadas ao verem suas mães, seus irmãos, pais, filhos e outros parentes, nos faz pensar sobre os momentos que dedicamos a quem nos é importante”.

Além do impacto nos pacientes e em seus familiares, uma parte importante do projeto é a confecção de crachás. “Uma grande questão que ouvimos entre os profissionais do hospital é que, com todos eles escondidos por trás de equipamentos de proteção, às vezes era difícil identificar uns aos outros nos corredores ou nas salas, além, é claro, do reconhecimento do próprio profissional, que vê ali sua importância e autoestima valorizadas. E o principal: o paciente pode conhecer quem está cuidando dele. Por trás de todos aqueles equipamentos – necessários, é claro –, está um ser humano com nome e um sorriso.”

O projeto Conexões do Cuidar está recebendo doações para atender cada vez mais famílias e pacientes.

Leave a Reply