Quem acompanha a ImageMagica sabe muito bem: fotografar é um universo que vai além do simples registro. A fotografia é capaz de transformar olhares no meio em que se vive, contar e criar histórias, provocar, cativar e dar voz sem precisar dizer uma palavra sequer. Ela transforma realidades e conecta pessoas, humaniza e emociona.

Em um período como o que vivemos, em as dificuldades se multiplicam e a dor, o medo, o luto e a solidão se fazem tão presentes, não esqueçamos a força da fotografia.

Para celebrá-la, conheça iniciativas fotográficas que humanizam e beneficiam a sociedade em meio à pandemia do Covid-19:

1. POR TRÁS DAS MÁSCARAS, OS NOSSOS HERÓIS

Foto: André François

Uma das iniciativas do Conexões do Cuidar, projeto da ImageMagica que humaniza as relações nos hospitais durante a pandemia de Covid-19, é a produção de crachás de identificação para as equipes médicas que estão no front.

Os crachás humanizados são desenvolvidos para valorizar o profissional com uma foto grande e bonita, que eleve a sua autoestima e resgate sua identidade. A iniciativa não só beneficia a equipe de saúde, mas também ajuda a humanizar a relação com os pacientes em tratamento.

2. UNIÃO DE FOTÓGRAFOS PARA VENDAS BENEFICENTES

Foto: Edwaldo Raw

Várias iniciativas locais podem ser encontradas Brasil afora. O 150 fotos para SP, por exemplo, uniu 150 fotógrafos com a venda de seus trabalhos impressos para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade.

 

Foto: Divulgação/Photo que alimenta

Outro exemplo é o Photo que alimenta, projeto da região metropolitana de Campinas que troca obras impressas por itens de alimentação e higiene para famílias necessitadas. Tanto o comprador como a família beneficiada recebem as fotografias em suas casas!

3. RETRATOS DA UNIÃO E DO AMOR FAMILIAR NA PANDEMIA

Foto: Dave Puente

A ideia é de Dave Puente, natural de Minneapolis nos Estados Unidos. O fotógrafo se voluntariou para registrar centenas de famílias que estão atravessando juntas o desafio da quarentena. Os ensaios ocorrem de forma segura, nas varandas e janelas das casas, e demonstram a união e afeto entre os familiares.

Para o fotógrafo, a iniciativa é como dar um “abraço metafórico” nos participantes, presenteando as pessoas com uma boa lembrança e mostrando que o amor prevalece, apesar das dificuldades do período.

4. A CASA COMO ‘CÂMERA’ EM UM ENSAIO COLABORATIVO

Foto: Felipe Martini

O fotógrafo Bruno Alencastro teve uma ideia: transformar a sala de sua casa em uma grande câmera fotográfica. A técnica é conhecida como “câmera obscura” e é utilizada desde a Grécia Antiga de Aristóteles para a projeção de imagens.

Para o efeito acontecer, basta tapar todas as entradas de luz do cômodo, restando um único orifício por onde a luz natural vai entrar e reproduzir a paisagem nas paredes da casa. Assim, é possível fazer retratos que fundem as cenas do exterior com o interior, unindo os mundos da “liberdade e do confinamento”. A iniciativa motivou outros fotógrafos, que juntos construíram o ensaio “Obs-cu-ra”.

5. CONCURSOS DE FOTOGRAFIA ONLINE

Foto: Mld Muñoz

O Instagram tem revelado muitos talentos durante a pandemia através de concursos e hashtags. No concurso @yomequedoencasa.fotografos, por exemplo, centenas de cliques mostram o cotidiano da quarentena com beleza e criatividade.

Para concorrer e ter a sua foto publicada no perfil, bastava aos participantes utilizar as hashtags definidas. O resultado foi uma riquíssima galeria colaborativa que, de quebra, incentiva o isolamento como medida de proteção.

Leave a Reply