A campanha de conscientização do câncer de mama ganhou uma nova cara neste outubro de 2020. Para evitar aglomerações em meio à pandemia, as ações do Outubro Rosa ganharam mais espaço nas redes sociais: diversas entidades estão engajadas em propagar informações sobre o câncer e em iniciativas benéficas para a sociedade.

O câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres no mundo, mas um diagnóstico precoce traz grandes chances de cura. Por isso é importante conhecer, se informar e se prevenir junto de acompanhamento médico.

Separamos algumas iniciativas que jogam luz a diferentes perspectivas: seja informando sobre o câncer, promovendo a autoestima e propagando esperança. Confira!

1. Outubro vivo: uma iniciativa de plena esperança

Com um propósito pouco explorado, a campanha Outubro Vivo foi pensada para pacientes “desenganados” de cura. Ou seja, pessoas conscientes de que não estão curadas, mas que estão vivas e que isso basta para valer a pena viver. A programação dá luz à esperança diária, não uma esperança de cura, mas de cura do sofrimento.

A programação está disponível na Casa do Cuidar, e envolve os mais diversos temas relacionados a cuidados paliativos e à expressão das artes como forma de esperança. O André François foi convidado para uma conversa muito legal sobre o olhar do fotógrafo na área da saúde:

2. Por uma vida mais saudável e o quanto antes

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) lançou o movimento Quanto Antes Melhor, que tem como enfoque a adoção de um estilo de vida saudável no dia a dia, a fim de evitar doenças como o câncer de mama. O objetivo da campanha é mostrar que o cuidado rotineiro com a saúde feminina é essencial, principalmente agora que os procedimentos de rastreamento foram prejudicados pela pandemia.

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como praticar atividade física, alimentação saudável, controle do peso corporal, entre outros. No Instagram da SBM você confere uma agenda lives com especialistas e diversas informações sobre o câncer de mama.

Arte: Quanto Antes Melhor

3. Próteses para todo mundo

Mamas do Amor foi uma iniciativa pensada para melhorar a autoestima de mulheres mastectomizadas. A idealizadora é a Fernanda Chahin, que venceu a luta contra o câncer, mas que viu sua autoestima despencar com a retirada das duas mamas. Foi então que ela decidiu criar suas próprias próteses externas, de maneira fácil e barata.

A receita é simples: basta colocar algumas gramas de alpiste dentro de uma meia fina. Assim surgiu o projeto Mamas do Amor, que pretende distribuir próteses gratuitamente para quem precisar delas. Como nem sempre é possível atender todo mundo, o site também traz um passo a passo, para quem quiser fabricá-las em casa.

Imagem: Mamas do Amor

4. Doar cabelos é um gesto que fortalece

Um processo marcante para quem enfrenta o tratamento quimioterápico é a perda dos cabelos. Nesses casos, o uso de perucas pode fazer muita diferença para o paciente durante um momento tão difícil. A ONG Cabelegria surgiu para fazer com que cada vez mais pessoas tenham acesso a perucas, recebendo o cabelo de doadores pelos correios, confeccionando e distribuindo gratuitamente. Até hoje, foram mais de 8 mil doações com o objetivo de melhorar a auto estima e fortalecer pessoas durante o tratamento. Durante o mês de outubro, o Banco de Perucas Móvel da ONG está cortes solidários em diferentes locais.

Imagem: Cabelegria

Leave a Reply