Ao ser hospitalizado na Unidade de Emergência do HC de Ribeirão Preto, José Beraldo, aos seus 56 anos, mal imaginava quanto tempo ficaria ali, internado, longe da família. Diagnosticado com a COVID-19, ele foi o primeiro paciente em estado grave com a doença registrado na cidade.

Entre a vida e a morte, a angústia de não poder receber visita de sua família devido à política de prevenção ao coronavírus o assolava. A família, do outro lado, também compartilhava da mesma apreensão: como não poder estar por perto em um momento tão difícil?

Com o passar dos dias, o seu quadro de saúde foi se estabilizando, mas ainda isolado da família. O projeto Conexões do Cuidar pôde amenizar a solidão e a saudade de seus entes queridos depois de mais de 20 dias hospitalizado. A educadora da ImageMagica, Beatriz Hoffmann, relembra como foi conhecê-lo e vivenciar esse momento ao realizar essa conexão via videochamada:

“Quando soube que José tinha progredido e transferido para outro leito, sabia que poderia conhecê-lo e realizar a conexão com sua família. Enquanto eu e a equipe (Paula, coordenadora da ImageMagica, e uma psicóloga) fazíamos a paramentação, pelo vidro ele nos olhava ansioso, sorria e acenava. Entramos e nos apresentamos. Ele, feliz, dizia que não acreditava que poderia ver a família e que não imaginávamos o que era a solidão naquele espaço. Não, de fato, não imaginávamos”.

E continua: “Iniciamos a chamada. Três casas, em torno de 15 pessoas e dois cachorros compunham uma grande reunião de família em se que falava de fé, amor, superação, orações, saudade e promessa de uma festa com um barril de 50 litros de chope. Ali não cabia a neutralidade que aprendi como protocolo profissional no primeiro ano da faculdade. Me emocionei, chorei e ri junto com a família do José.”

José Beraldo recebeu alta hospitalar um dia após essa conexão. Foi o primeiro paciente internado em estado grave a deixar o HCRP, enchendo a todos de esperança.

Assista ao vídeo abaixo que reforça a importância do atendimento humanizado que fizemos com José Beraldo e de que maneira mantemos essa ação:

Para mais informações de doações, clique aqui.

Leave a Reply