Com a pandemia e todas as dificuldades que surgem a partir dela, ações individuais e redes de solidariedade não param de surgir. Muitas pessoas perceberam que, para conter uma pandemia, é preciso pensar no bem-estar da coletividade.

Neste cenário, as tecnologias de comunicação e as redes sociais possuem o importante papel de conectar e estabelecer essas redes de solidariedade, sem precisar necessariamente romper com a barreira do isolamento, mantendo a distância física e reduzindo a disseminação do vírus.

Confira abaixo nossa lista de iniciativas solidárias que acontecem por meio das tecnologias digitais:

1. Iniciativa conecta pacientes isolados em hospitais a familiares e amigos

Por conta dos protocolos de segurança para evitar contágios, os pacientes com Covid-19 são impedidos de receber visitas durante o período de internação.

Pensando nisso, a ONG ImageMagica criou o Conexões do Cuidar, um projeto que conecta pessoas internadas a seus familiares por meio de videochamadas, gerando conforto e bem estar às pessoas que atravessam este momento tão difícil. Iniciativa aparentemente simples, mas que é capaz de romper com a solidão dos pacientes internados e de humanizar o tratamento em um cenário de pandemia.

ACESSAR REPORTAGEM

2. Grupos no WhatsApp auxiliam estudantes da rede pública que querem prestar vestibular

Com a suspensão das aulas presenciais em todo o Brasil, muitos alunos da rede pública de ensino se viram desamparados e com muita dificuldade para prosseguir com seus estudos.

Entre tantas iniciativas que surgiram para amenizar o problema, está a do Projeto Salvaguarda, que ajuda os alunos a ingressarem em universidades públicas. A dinâmica acontece em grupos de WhatsApp, onde os estudantes encontram listas de exercício, monitores dispostos a tirar dúvidas, auxílio em redações, dicas na organização dos estudos e até ajuda na escolha profissional.

ACESSAR REPORTAGEM

3. Uso de videoconferências para aproximar pais e crianças em processo de adoção

Para não interromper a aproximação entre pais e crianças aptas à adoção, a Vara da Infância e Juventude do Distrito Federal está usando a tecnologia como ferramenta para dar continuidade aos processos. Tanto as audiências quanto os estágios de convivência são realizados por chamadas de vídeo, e essa tem sido uma boa solução para que a fila de processos não fique estagnada. A troca de vídeos é também uma solução encontrada para aproximar os potenciais pais das crianças e para reduzir os impactos da crise nos pequenos, inclusive amenizando sintomas de ansiedade.

ACESSAR REPORTAGEM

4. Ações levam Internet a comunidades com restrição de acesso

A falta de acesso à internet é mais um sintoma da desigualdade social que foi escancarado pela pandemia do novo coronavírus. Por isso, não poderiam faltar projetos que visam a instalação de pontos de Internet de sinal aberto, melhorando o confinamento dos que vivem em situação de maior vulnerabilidade. Um exemplo é o Conexões contra o Covid, iniciativa da ativista Maria Nilda Mota, que pretende contemplar 500 famílias da região do Fundão do Ipiranga, em São Paulo, com um  espaço virtual gratuito.

ACESSAR REPORTAGEM

5. Grupos de psicólogos promovem atendimento virtual e gratuito

Embora necessárias, as medidas de isolamento físico podem acarretar consequências graves para a saúde mental das pessoas. Pensando nisso, existem alguns grupos de profissionais que oferecem serviço de atendimento psicológico gratuito para quem estiver precisando. Confira algumas iniciativas aqui:

ACESSAR REPORTAGEM

Leave a Reply